Como usar a tecnologia na sala de aula bilíngue - Educação em Inglês

Logo Sala de Aula Sala de Aula

Como usar a tecnologia na sala de aula bilíngue

21/06/2018 Anatevka Guedes
tecnologia-na-sala-de-aula-bilingue

Como usar a tecnologia na sala de aula bilíngue

O uso da tecnologia na sala de aula ainda causa muitas discussões entre os profissionais da área de educação.

A verdade é que nossos alunos são nativos digitais e a tecnologia faz parte da vida deles. Sendo assim, é importante usar a tecnologia nas aulas.

Além de ser atrativa para os alunos, quando bem utilizada, a tecnologia pode trazer benefícios para todos.

Para ajudar você a fazer um bom uso da tecnologia na sala de aula, fiz uma lista de aplicativos e sites que podem ser de grande auxílio na hora de dar aula.

Aplicativos para controle de sala

Bouncy Balls

bouncy-balls-printscreen
Bouncy Balls

É um site que consegue mostrar aos alunos que o volume da conversa está muito alto. Com o auxílio visual, a criança enxerga com as bolinhas que eles devem usar a voz mais baixa. Ótimo para momentos em que o silêncio e a concentração são necessários.

TeacherKit

O TeacherKit é um aplicativo que auxilia em vários aspectos. Ele faz mapa de sala, registra presença na aula, registra notas, faz um relatório individual por aluno, faz registro do comportamento do aluno e tem comunicação com os pais.

ClassDojo

Esse aplicativo cria grupos aleatórios, tem um timer, tem comunicados para reunião, tem apresentações para reunião de pais, ideias para decoração de sala.

Você usa stickers para classificar os alunos, cria a sua sala de aula e faz o acompanhamento individual de cada aluno.

 

Aplicativos e sites para jogos de qualquer conteúdo

Plickers

Neste site, o professor monta o questionário, adiciona imagens, cria a sua sala e adiciona os alunos. Os alunos não precisam dos aparelhos, apenas dos plickers cards, disponíveis no site pra download.

O professor faz o download do aplicativo e cada aluno recebe um card, referente ao número que foi cadastrado. O professor projeta a pergunta na tela, os alunos escolhem a resposta entre A, B, C e D (veja a imagem abaixo).

plickers-printscreen
Plickers

No canto superior direito, você vê o número do card, no cadastro da turma você verá qual aluno está no número 1. As letras representam as opções de respostas. A letra em B, é a resposta escolhida. Ao girar o aluno pode escolher respostas diferentes. A resposta escolhida precisa estar no topo.

O professor abre o aplicativo no celular e escaneia as respostas dos alunos. O programa identifica cada aluno e cada resposta mesmo com 50 pessoas numa sala.

Importante: a impressão não pode ter falhas, o dedo do aluno não pode ficar na área preta e o celular do professor deve ficar na posição vertical.

Os cards podem ser reutilizados, é interessante ter vários cards e plastificá-los, para que se possa usar várias vezes e em diversas turmas.

Mentimeter

Esse é um dos meus favoritos, pois possibilita ao aluno criar as respostas e não o limita à resposta pronta do professor.

A plataforma permite que o aluno responda em forma de parágrafo ou palavras. Você pode também limitar, dando as opções de respostas.

mentimeter-printscreen
Mentimeter

O Mentimeter cria nuvem de palavras, gráficos ao vivo e questões abertas. O professor cria a pergunta no site e coloca na tela. O aluno entra no site e digita o código (na tela que você mostrará), usando o tablet ou celular.

Quizlet

Muito parecido com o Kahoot que a maioria dos professores já conhece, o Quizlet vem com inovações.

O professor cria perguntas e respostas projetadas na tela para a turma (precisa ter mínimo de 4 alunos) . O aluno entra no quizlet.live e coloca o código. O Quizlet separa os grupos aleatoriamente.

A primeira questão já aparece para o grupo, cada aluno precisa de um celular ou tablet para participar. No celular, aparecerá a mesma pergunta para todos, mas respostas diferentes em cada aparelho. O grupo precisa discutir qual a resposta certa e quem tem a resposta correta, para somente depois da discussão, clicar na opção escolhida.

Na tela projetada, os alunos podem ver o resultado dos grupos e o grupo que está ganhando. Há opção para colocar áudio e pedir o spelling de palavras, você pode pedir para o grupo escrever.

Para usar um pouco mais de gamificação, você pode colocar a opção de gravidade onde o asteroide precisa ser impedido e, para isso, o aluno precisa escrever a resposta correta.

Socrative

Bem parecido com o Kahoot, o Socrative te dá opções de trabalhar questões de múltipla escolha em forma de competição. Alunos precisam do tablet ou celular.

LearningApps

Este site tem muitas possibilidades de criação de aplicativo para aula. Os alunos não precisam dos aparelhos, o professor pode usar a lousa interativa para os games.

Existem várias possibilidades, atividades de pares, de timeline, ordenação (história, matemática e outras), múltipla escolha, caça-palavras, forca, cruzadinha, memória e várias outras. Você pode fazer o matching com imagens, com áudio e com texto. O áudio já vem automático no próprio site. O professor pode salvar os jogos e também pode usar o banco de dados de questões já existentes.

 

A tecnologia traz muitos benefícios e a diversão para sala de aula. É importante lembrar de usar bem os aplicativos que você pretende usar com seus alunos, praticar antes de ir para aula.

O uso da tecnologia na sala de aula vem para abrir horizontes e nos mostrar inúmeras possibilidades. Vem para trabalhar a colaboração e interação, para ensinar a compartilhar e para mostrar aos professores e alunos que a aprendizagem não tem paredes, ela pode acontecer em muitos ambientes, inclusive no virtual.

Alguns professores ficam com medo de usar aplicativos ou dispositivos em sala. Desde que as regras sejam claras, não há motivos para não fazê-lo. Se quiser ideias de como estabelecer estas regras, fique ligado e assine nossa newsletter para ser avisado, nos próximos dias, sobre a publicação de um modelo de Classroom Tech Rules que estamos preparando para que você possa baixar e utilizar na sua sala de aula.

Aproveite, quebre paradigmas, vença os seus medos e ultrapasse os seus limites, sua aula pode ser mais rica, criativa e interativa.

Anatevka Guedes

Mestranda em ESL pela Framingham State College e gerente acadêmica de educação bilíngue.